Notícias

Você esta aqui:
  • Home
  • Notícias
  • Justiça autoriza prefeitura a entrar em casas fechadas no combate à dengue
Justiça autoriza prefeitura a entrar em casas fechadas no combate à dengue

Justiça autoriza prefeitura a entrar em casas fechadas no combate à dengue

  • 15 de Dezembro 2015

A Justiça de Mato Grosso do Sul autorizou a prefeitura de Campo Grande a entrar em casas fechadas e desabitadas para fazer o combate à dengue. A capital do estado enfrenta uma epidemia da doença.

Agentes de saúde não podem acessar esses imóveis para fazer o combate, argumentou o município no pedido de alvará de autorização geral. Além da epidemia, foi ressaltada ainda a importância do combate às doenças febre chikungunya e zika vírus, transmitidas pelo mesmo mosquito da dengue, o Aedes aegypti.

Em sua decisão, o juiz Aluísio Pereira dos Santos considerou a situação emergencial e notória, decidindo que a inspeção e limpeza das casas sobrepõe o interesse particular, autorizando a entrada dos agentes nos imóveis.

Epidemia
No dia 2 de dezembro, o secretário-adjunto de Saúde Pública, Victor Rocha, anunciou que Campo Grande enfrenta uma epidemia de dengue. A última ocorreu em 2013.

Na capital sul-mato-grossense, oito bairros estão em alerta por causa da alta incidência da doença: Nova Campo Grande, Monte Castelo, Coronel Antonino, Vila Margarida, Jardim dos Estados, Tijuca, Aero Rancho e Jardim Batistão.

Para reforçar o combate, a prefeitura e o Exército firmaram parceria e militares entraram no combate às três doenças. O objetivo da primeira fase de combate é recolher pneus e a segunda etapa será de medida profilática para combater a larva do mosquito.

Boletim epidemiológico
último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), em 19 de novembro, confirmou a 14ª morte por dengue. A vítima é um homem de 33 anos, morador de Miranda, cidade no oeste do estado. Ele foi transferido para Campo Grande, mas morreu no dia 13 de outubro.

Já foram confirmados três óbitos em Dourados, dois em Campo Grande e outros dois em Sonora. Corumbá, Itaporã, Juti, Maracaju, Paranhos e Três Lagoas confirmaram uma morte em cada município.

Até a primeira semana de novembro, foram notificados 392 novos casos de dengue. Em 2015, já foram registrados 32.545 casos da doença. E o número de municípios com alta incidência de dengue subiu para 68.

Iguatemi é a cidade com maior incidência, com 1.280 casos notificados e índice de 8.296,1 para 100 mil habitantes. Selvíria tem a segunda mais alta incidência, com índice de 5.912,6 e 380 registros. Já Sonora tem o terceiro maior índice, com 5.766,8 casos para 100 mil habitantes e 954 casos notificados.

Ainda de acordo com o boletim, o estado tem uma incidência de 1.257,9 casos para 100 mil habitantes, o que coloca Mato Grosso do Sul em epidemia da doença. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera epidemia quando um local tem incidência de 300 casos para 100 mil pessoas.

Fonte: http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2015/12/justica-autoriza-prefeitura-entrar-em-casas-fechadas-no-combate-dengue.html.

Fonte Imagem: http://www.radioguaiba.com.br/noticia/regiao-das-missoes-reforca-combate-a-dengue-apos-primeira-morte-pela-doenca/.

Data: 15/12/2015.

Endereço

R. Joaquim Duarte Moleirinho, 2330 Jd. Monções - Maringá PR

W3NEXT - Sites e Sistemas Web
(44) 4444-4444